Cadastre-se e receba as novidades por e-mail.
Nome:
E-mail:

 
» HISTÓRICO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - PR

Qualquer historiador que traçar a origem das Igrejas Assembléias de Deus no Brasil, em um Estado ou em um Município, como é o nosso caso, terá que se remeter, obrigatoriamente, ao início do século passado e deter-se na citadíssima Rua Azuza em Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos. Esse foi o berço do avivamento pentecostal da atualidade. O movimento logo se espalhou pela América do Norte, contagiando dois jovens que haviam emigrado da Suécia: Daniel Berg e Gunnar Vingren.

Após se conhecerem em uma Convenção Pentecostal em Chicago, os dois operários suecos receberam de Deus uma chamada especial para disseminarem as boas novas do Evangelho em terras brasileiras.

Por um breve período, congregaram em uma Comunidade Batista em Belém do Pará, até que suas idéias pentecostais entraram em choque com a doutrina tradicional da Igreja hospedeira. Foi assim que no dia 18 de junho de 1911 os missionários Daniel e Gunnar fundaram na rua Siqueira Mendes, 67, na cidade de Belém do Pará, a Igreja Evangélica Assembléia de Deus no Brasil. A expansão foi notável e sem paralelo na história eclesiástica.

Em Curitiba, foi o Pastor Bruno Skolimowski que, em 1928, chegou trazendo a mensagem pentecostal e fundando a Igreja Evangélica Assembléia de Deus nesse pujante estado Paranaense.

Vinte anos depois a mensagem pentecostal finalmente chegou à cidade de São José dos Pinhais, já no ano de 1948. O Pastor Olímpio Mamede foi quem começou a dirigir os primeiros cultos evangelísticos que se realizavam inicialmente na residência da Irmã Antônia Morais Belo, localizada bem atrás da Igreja Matriz.

Apesar das muitas lutas que aquele pioneiro passou, a obra foi crescendo e o número de salvos aumentando dia-após-dia. Apenas três anos depois, já em 1951, o Pastor Olímpio Mamede passou a estar com o Senhor, assumindo a direção da obra o Pastor Crizógono Mamede que também realizou excelente trabalho.

Nesse mesmo ano a Irmã Maria Gonçalves Cordeiro, num lindo ato de amor, doou um terreno para a construção da sede da Igreja. Convém ressaltar que, inobstante o fato de ser viúva, isso não a impediu de contribuir grandemente para o progresso da obra do Senhor nessa cidade.

O Irmão Crizógono juntamente com sua esposa Ambrozina e seu filhos Judite, Joel, Samuel e Noêmia (Nena - esta coordenou por muitos anos o Círculo de Oração da IEAD-Central em Curitiba), formavam uma grande família. Contaram ainda com outros Irmãos igualmente pioneiros, tais como: Aristides de Paula, Tobias dos Santos, Artur Pereira, Ervino Shon e esposa além de outros mais, cujos nomes estão registrados no Livro da Vida.
Outros pontos de cultos iam sendo abertos e a obra de Deus seguia avançando em marcha acelerada. No ano de 1957, a irmã Ana Melo (Nica) iniciou as reuniões das senhoras, que mais tarde passou a se chamar "Círculo de Oração".

Com a doença do Pastor Crizógono que em seguida passou a estar com o Senhor, o Irmão João Dolinski, esposo da Irmã Ana Dolinski, assumiu a direção da Igreja por um curto período de três meses.

Em 1963, o Pastor Antônio Camargo tomou posse na presidência da Igreja em São José dos Pinhais, que até então era um campo eclesiástico autônomo. No ano seguinte, em 1964, o Pastor Antonio Camargo, no intuito de fortalecer a obra e o campo, achou por bem ligar a Igreja ao campo eclesiástico de Curitiba.

No período em que o Pastor Antônio Camargo de saudosa memória permaneceu a frente da Igreja, e com a ajuda dos irmãos de São José dos Pinhais, foram iniciados vários trabalhos, com destaque para a abertura do trabalho e construção do templo do Boqueirão. Ainda nessa época foi criado o Coral Misto "Harmonia Pentecostal", cujo primeiro maestro foi o Irmão Antônio Nascimento.

Com a chegada do Pastor José Pimentel de Carvalho a Curitiba em meados de 1976, a obra em São José dos Pinhais sofreu grande impulso acompanhando a expansão operada por sua administração no campo de Curitiba como um todo.

O Pastor Ermelino Camargo foi substituído pelo Pastor Ival Teodoro da Silva em 1987, o qual veio transferido do Jardim Gabineto em Curitiba. Este permanece na direção dos trabalhos congregacionais já há mais de 19 anos e vem realizado excelente obra pastoral e expansionista em todos os setores da Igreja.

Em 18 de agosto de 1991 o templo do Pedro Moro foi concluído e inaugurado, graças ao apoio do Pastor José Pimentel de Carvalho, e o esforço e empenho do dirigente, Pastor Ival Teodoro da Silva e sua equipe de Obreiros. Também várias congregações foram sendo implantadas ao longo do tempo, sendo que hoje temos mais de 40 congregações espalhadas nesse município.

Já no último dia 08 de fevereiro de 2006 quando o Pastor José Pimentel de Carvalho completou 90 anos de idade e mais de quarenta de ministério frente a IEAD do Campo de Curitiba, a Igreja de São José dos Pinhais foi autonomizada juntamente com a criação de outros vinte campos eclesiásticos compostos por 28 municípios no total.

Assim, em 18 de fevereiro de 2006 foi fundada juridicamente a Igreja Evangélica Assembléia de Deus de São José dos Pinhais - IEADSJP. sob a presidência do Pastor Ival Teodoro da Silva.

Com essa grande visão do Pr. José Pimentel de Carvalho ganha a Igreja, ganha o município, e ganha, sobretudo, a obra do Senhor. A partir disso, as ações administrativas e eclesiásticas tornam-se mais dinâmicas imprimindo maior eficiência aos seus resultados.

Oremos para o pleno êxito da nossa Igreja nessa cidade, onde goza de grande conceito e respeitabilidade, graças a inesgotável misericórdia do Senhor nosso Deus Jeová. Maranata! Até aqui nos ajudou o Senhor.
 
 
 
  Todos os Direitos reservados
Desenvolvido por InovaSite